Drenagem corporal e eliminação de excesso de líquidos

benefícios da drenagem linfática

Você costuma fazer drenagem linfática? A sensação de inchaço pode ter diversas origens, porém a mais frequente é a retenção de líquido. Esse problema pode ser definido como um acúmulo demasiado de água entre as células.

O calor costuma piorar o quadro de retenção, já que a temperaturas elevadas provocam a dilatação dos vasos. Nas mulheres, durante a tensão pré-menstrual o edema também tende a se agravar.

Tal condição pode ser observada no corpo inteiro ou em determinadas regiões, geralmente nos membros inferiores. Sentir muito cansaço ou dor nos pés e nas pernas deve servir como um sinal de alerta.

O primeiro passo para se combater o excesso de água é realizar uma quantidade de exames cardiológicos e hormonais, isso porque o inchaço por vezes está ligado a desequilíbrios hormonais da tireoide, bem como a enfermidades em órgãos tipo rim e coração.

Consulte então um cardiologista ou endocrinologista antes de iniciar qualquer terapêutica. Em determinadas situações, o especialista prescreve remédios diuréticos leves para acelerar a eliminação hídrica.

Quando se identifica a causa da retenção de líquidos, fica mais fácil buscar os tratamentos adequados para cada caso. No entanto, há uma série de cuidados que se mostram eficientes para a maioria das pessoas que sofrem com esse incômodo.

Confira então as nossas recomendações a seguir para amenizar o inchaço e promover a drenagem corporal.

Benefícios da drenagem linfática

A drenagem linfática é um tipo de massagem que visa potencializar o funcionamento do sistema linfático, que é uma rede composta por vasos cuja função é transportar líquido pelo corpo inteiro. Sendo assim, a técnica estimula essa movimentação.

Para compreender como a técnica funciona, primeiro é preciso conhecer um pouco mais sobre a estruturas que formar o sistema linfático, que são: os gânglios linfáticos e a linfa.

Além da circulação venosa e arterial, o organismo humano apresenta uma terceira via: o sistema linfático. A linfa é uma substância amarelada e viscosa que passa pela rede de vasos linfáticos. Esse líquido apresenta glóbulos brancos, proteínas, micro-organismos, células brancas e células sanguíneos.

Em alguns casos, a linfa também carrega toxinas e bactérias. Ela é capaz de efetuar trocas metabólicas, assim como se dá com o sangue. Por sua vez, os gânglios linfáticos, referidos ainda como linfonodos, estão distribuídos pelo corpo inteiro.

Eles são um elemento fundamental para o sistema imunológico, tendo em vista que auxiliam no reconhecimento e eliminação de infecção, germes ou outras substâncias anormais.

É fundamental salientar que a drenagem linfática deve se feita por um profissional capacitado, no geral um fisioterapeuta ou massoterapeuta.

Existem contraindicações para a drenagem linfática?

Apesar dessa técnica de massagem ser benéfica para a maioria das pessoas, existem certas situações em que ela não é recomendada.

Por exemplo, pacientes diagnosticados com alguma infecção, porque as células infeccionadas podem se espalhar pelo organismo com mais facilidade quando entram no sistema linfático. Indivíduos que estejam utilizando medicamentos para quimioterapia, pois é possível que resíduos tumorais das células com câncer sejam recolhidos pelos linfonodos.

Como consequência, aumenta-se a chance de metástase em outros órgãos. Também pessoas com trombose, hipertensão descompensada , insuficiência cardíaca e demais riscos vasculares devem igualmente se abster do tratamento.

Ainda que não seja necessário ter uma indicação médica para se fazer a drenagem linfática, porém é sempre uma boa ideia conversar com um especialista para saber se a massagem é eficaz para o que você deseja tratar.

Alimentação correta

A efetividade desse recurso estético e de saúde são muito melhores se associados com uma dieta balanceada. Uma alimentação com menos sódio auxilia a reduzir a redução de líquido, um dos problemas combatidos também pela massagem.

Aqui, é importante salientar que o sódio não está presente apenas no sal de cozinha. Salgadinhos de pacote e vários outros produtos industrializados contam com uma elevada porcentagem de sal, devendo então ser evitados. Na dúvida, leia o rótulo para certificar-se, já que mesmo doces e refrigerantes apresentam sódio em suas composições.

Em contraste, as fibras contribuem para o funcionamento do intestino e por isso diminuem inchaços. Portanto, dê preferência a frutas, verduras e carboidratos complexos, isto é, integrais.

Prática de exercícios e controle do peso

Fazer exercícios que cardíacos, que fortalecem o bombeamento de sangue, é uma medida positiva para quem busca a drenagem corporal.

Atividades físicas beneficiam o chamado retorno venoso, garantindo que o líquido circule rapidamente. Em adição, o sedentarismo contribui para o sobrepeso, um dos inimigos do sistema circulatório.

Ingestão de água

Pode parecer contraprodutivo, mas tomar bastante líquidos leva a uma menor retenção. Isso se dá pelo equilíbrio que o nosso organismo têm com a água.

Se o corpo não contar com uma quantidade abundante de líquidos, ele acaba por armazenar o pouco que possui. Como resultado, as toxinas não são eliminadas por completo.

Com algumas pequenas mudanças na rotina, você irá notar uma melhora significativa na retenção hídrica e demais desconfortos como cansaço nas pernas. Seu bem-estar e saúde agradecem.

Conte sua experiência ou tire dúvidas nos cometários! 

Kit Body Protein

Leave a Reply