Chás e infusões: saiba preparar e aprecie sem moderação

Uma boa xícara de chá cai bem a qualquer hora, não? Pode ser um relaxante, digestivo, estimulante ou simplesmente que lhe agrade pelo sabor. Mas, para que um chá produza todos os seus efeitos, ele deve ser preparado da forma correta.

Continue lendo este post e você vai aprender direitinho como fazer um bom chá e ainda conhecer os benefícios de alguns deles para a saúde.

Primeiro, os nomes

Tecnicamente, o termo “chá” refere-se apenas à planta Camelia Sinensis, que dá origem aos chás preto, branco, verde e vermelho. Fora isso, se for uma infusão de ervas, flores ou frutas, o nome é exatamente esse: infusão. Se houver uma mistura entre chás e ervas, flores ou frutas, dá-se o nome de blend.

Porém, de maneira geral, chamamos de chá todas essas variações. E é sobre elas que vamos falar!

Para que servem os chás?

Os benefícios do chá vão desde os mais imediatos (relaxamento, aumento da concentração, melhora da dor), aos de mais logo prazo como os antioxidantes. Veja alguns exemplos:

  • Camomila: tem propriedades digestivas e anti-inflamatórias. Atua como calmante e ajuda a diminuir cólicas menstruais.
  • Chá verde: é digestivo e acelera o metabolismo, por isso é bastante indicado para controle emagrecimento.
  • Chá de Hibisco: é antioxidante, diurético, auxiliar no combate à obesidade e gordura no fígado. Possui coloração avermelhada e tem um sabor levemente adocicado. É muito usado em combinação com frutas, os chamados “suchás”.
  • Jasmin : é relaxante, antioxidante e analgésico. Além disso, o chá de jasmin é excelente para curar dores de cabeça.
  • Melissa: combate a insônia, auxilia a diminuir as cólicas menstruais e protege o coração. É largamente utilizada para diminuir a formação de gases. 

Mas isso não é tudo: além de cada chá ter suas características, eles podem ser misturados e, assim, criar combinações muito especiais..

E como se prepara um bom chá?

Agora que você já conhece um pouco mais das propriedades dos chás, é importante saber como devem ser preparados.

Tradicionalmente, você tem duas maneiras de preparar seu chá:

Infusão: é quando você coloca a água quente nas folhas. A água deve estar numa temperatura por volta de 85º ou 90º, que se consegue desligando o fogo ao ver as primeiras bolhinhas. Em seguida, abafe o chá deixando a água esfriar por uns cinco ou dez minutos. Essa técnica é especialmente indicada para folhas e flores.

Decocção: é colocar a erva na água fria e deixar no fogo, até ferver, por aprox. cinco minutos. Em seguida, deixar descansar por 10 minutos (ou até atingir a temperatura desejada), coar e servir. Essa técnica deve ser usada no preparo das raízes, sementes ou cascas (partes mais duras). Só que não para por aí, tem mais dois outros jeitos bem interessantes e práticos.

Saquinhos e cápsulas

O chá em saquinho você já conhece bem, pois é vendido em todos os mercados, mercearias e até farmácias. Em geral cada saquinho tem a quantidade suficiente para uma xícara, mas há quem prefira sabor mais maracante e dobre a concentração.

O mais importante neste caso é utilizar a técnica da infusão para garantir sabor e propriedades.

Existem também os chás em cápsulas (como as das máquinas de café) que têm como principal característica a praticidade, sem perda do sabor ou propriedades. Para obter os efeitos desejados, é importante certificar-se de que o chá é 100% natural. 

Quer saber mais informação sobre alimentação de qualidade? Assine nossa newsletter e fique sabendo primeiro!

Deixe uma resposta