glutamina

Glutamina: saiba mais sobre este versátil suplemento

Você já ouviu falar na glutamina? Se você tem o hábito frequentar academias, com certeza já. Mas, você sabia que o organismo tem sua própria produção da mesma? Então… em que caso a suplementação é indicada?

Pra entender melhor, é só continuar a leitura, a gente explica melhor essa história pra você. Vamos lá?

O que é a glutamina?

A glutamina é um aminoácido produzido pelo próprio organismo, mas que também pode ser encontrado em fontes externas como carnes vermelhas, aves e peixe, além de proteínas vegetais como feijão.

Apesar da produção própria, situações de extremo esforço físico ou mental podem consumir esse estoque e, então, ser necessária a suplementação. É por isso que se diz que a glutamina é um aminoácido condicionalmente essencial, já que nem sempre o organismo dá conta de produzir toda a quantidade necessária.

Como age a glutamina?

Ela auxilia a síntese de proteínas e também aumenta a capacidade do corpo de secretar o hormônio GH, que ajuda a metabolizar a gordura e o crescimento dos músculos.

Além disso, como ela auxilia na produção de glicose (energia), acaba tendo uma ação anticatabólica, pois impede que o organismo venha a tirar energia dos músculos. a suplementação evita o catabolismo muscular, resultando na manutenção da massa magra e em maior hipertrofia.

Bom, então já dá pra entender porque esse aminoácido é indicado para quem treina pesado e, portanto, realiza grandes esforços físicos.

Também pode se beneficiar dos efeitos da glutamina quem estiver passando por períodos altamente estressantes de doenças mais graves ou já que esse suplemento reforça o sistema imunológico.

Esse aminoácido também é um grande aliado no tratamento de doenças inflamatórias do intestino, restabelecendo o equilíbrio da flora intestinal.

É sempre bom lembrar que para quem realiza atividades físicas de intensidades leve a moderada, o ideal é buscar na alimentação a complementação nutricional necessária. Mas, se você for um atleta que treina pesado, a suplementação com glutamina pode trazer excelentes resultados.

Outras indicações

Os benefícios da glutamina para o sistema imunológico são tantos, que ela tem indicação para pacientes com câncer, HIV e outras que baixam muito a imunidade.

Esse aminoácido também é um grande aliado no tratamento de doenças intestinais como a colite, Doença de Crohn ou úlceras. O aparelho digestivo consome até 40% de toda a glutamina disponível no corpo e a redução dela pode prejudicar o sistema imune de órgãos como o estômago.

Glutamina Benefícios

Além dos efeitos que mencionamos acima, a glutamina também tem uma série de outros benefícios:

  • Contribui para o melhor funcionamento do intestino
  • Contribui para o controle dos níveis de açúcar na corrente sanguínea
  • Favorece a produção do antioxidante glutationa
  • Favorece a eliminação de amônia do organismo após os exercícios físicos
  • Aumenta a força
  • Diminui o tempo de recuperação
  • Aumenta os níveis de resistência

A quantidade a ser administrada deve ser ajustada de acordo com as necessidades nutricionais de cada indivíduo. Uma porção de 1 scoop (5 g) diluída em 50 ml de água fornece 20 kcal. Apresentação Em potes com 300 g (peso líquido).

A glutamina tem efeitos colaterais?

As doses recomendadas variam de pessoa para pessoa, por isso é necessário conversar com o nutricionista. Deve ser ingerida juntamente com alimentos, água ou leite. Até hoje, as pesquisas relatam efeitos colaterais em caso de doses excessivas de glutamina (acima de 40g/dia).

Nesses casos, a suplementação com glutamina pode perturbar alguns ciclos do organismo, como o transporte dos aminoácidos na corrente sanguínea e a expulsão de resíduos metabólicos.

Compre sua glutamina na nossa loja! Clique aqui

E aí, as informações foram úteis pra você? Então compartilha! E pra ficar sempre por dentro das melhores ofertas da ShopViva, siga-nos também pelo Facebook!

Deixe uma resposta