Terminar um projeto muito importante, não perder um minuto da aula ou aproveitar aquela festa de casamento que vai durar a noite toda… O que você faz quando precisa se manter alerta em situações como estas? Neste artigo, vamos tratar dos energéticos, uma escolha bastante comum quando a intenção é manter o pique.

Você sabia que, apesar de realmente funcionarem para dar mais energia, se consumidos em excesso, essas bebidas podem fazer muito mal? Continue a leitura e saiba mais!

Muita energia

Os energéticos são bebidas que estimulam o metabolismo com o objetivo de  fornecer muita energia. É por isso que esse tipo de bebida consegue deixar você alerta por várias horas,  auxiliando nos mais diversos momentos de trabalho, estudo ou lazer em que há necessidade de foco total.

Os dois principais componentes responsáveis por este efeito são a taurina e a cafeína, que garantem o potencial energético e proporcionam o aumento da capacidade de concentração.

Isso, claro, sem mencionar o açúcar, que inicialmente tem efeito estimulante, mas depois drena toda sua energia.

Em má companhia

Combinar energéticos com bebidas alcoólicas pode ser uma escolha bem perigosa.Os efeitos do álcool no cérebro é igual, independentemente da ingestão de energético; a cafeína apenas os mascara. Isso significa que ainda que já esteja embriagado, vai demorar mais para perceber, assim, acaba bebendo mais, o que pode levar ao coma alcoólico.

Outra situação bastante comum é quando a pessoa que ingere a mistura deixa de se alimentar, o que pode levar a quadros de desidratação e hipoglicemia. A longo prazo, esta combinação é um fator de risco para o desenvolvimento de dependência química do álcool.

Os efeitos colaterais

Manter-se alerta com o auxílio dos energéticos, pode trazer outras consequências indesejadas, principalmente se você fizer uso regular da bebida. Veja só:

Estresse e ansiedade

Energéticos podem causar alterações no humor e aumentar o estresse e a ansiedade. Redobre os cuidados se estas já são características de sua personalidade.

Sobrecarga dos órgãos internos

Sob o estímulo de energéticos, seu corpo entende que está numa situação de perigo e, por isso, fígado, cérebro, coração e trato digestivo trabalham mais que o normal, e ficam “exaustos” sem motivo. No longo prazo essas constantes alterações bruscas só tendem a prejudicar o organismo. 

Insônia

Como você perde o sono quando bebe energéticos, acaba dormindo mal e, no dia seguinte acaba procurando outros estimulantes, o que pode tornar-se um ciclo que fará muito mal à sua saúde.

Conheça três vitaminas que vão levantar sua manhã. 

Para não precisar dos energéticos

Se você sente necessidade de mais energia no seu dia a dia é importante que procure a orientação de um médico ou nutricionista que possa verificar se você tem alguma necessidade específica e lhe indicar algum suplemento.
Você também pode inserir em sua alimentação alguns superalimentos já conhecidos , como o açaí, pólen ou mesmo a maca peruana.

A prática regular de atividades físicas também ajuda muito no aumento da disposição.

Vale lembrar que a venda e consumo de energéticos são permitidos no Brasil. Porém, é bom que você saiba o que está ingerindo, bem como das consequências do uso prolongado. 

Você conhece alguém que não vive sem energéticos? Aproveite e compartilhe esse post!

Para ficar sempre atualizado sobre as publicações e ofertas ShopViva, acesse a página inicial do blog e assine nossa  newsletter!

Kit Body Protein